25 de abril de 2016

Quando me percebi gorda

"Você tem o rosto tão bonito, por que não emagrece?"
"Já pensou em fazer academia?"
"Por que você não faz caminhada?"
"Come salada, esse prato só tem porcaria"

Gorda gorda gorda gorda...

"Essa roupa marca sua barriga"
"Essa blusa é muito cavada para os seus braços"
"Seu rosto está um pouco inchado"
"Acho que você não deveria cortar o cabelo, seu rosto ficará mais redondo do que já está"

(e na minha cabeça)

Gorda  gorda gorda gorda...

Tudo começou em 2014 no meu antigo trabalho, quando as pessoas se incomodaram com o fato de eu ter sido promovida e ter tido meu esforço -que não era pouco- reconhecido.
Cumpri meu horário do almoço e quando voltei para minhas atividades fui chamada pela minha superior -e filha do dono da empresa- para uma conversinha "amigável", o teor da conversa? Bom, um questionamento envolvendo um possível beijo entre eu e o dono (pai dela) da empresa. Acusação mais do que injusta e fofoqueira, levando em consideração meu caráter conhecido por todos lá dentro e um relacionamento de aproximadamente 8 anos. O clima ficou insuportável. A discussão foi a mais horrível que eu já vivi na minha vida inteira. Cenas lastimáveis. Pior é pensar que tudo isso foi inventado apenas porque minha função havia mudado e eu, naquele momento,precisava cobrar trabalho de um funcionário que era encostado e incompetente (porém que se mantem na empresa até o presente momento).
Me deram férias e me afastaram por 30 dias, quando retornei nenhum dos funcionários (incluindo meus superiores) dirigiam à palavra a mim, se quer respondiam meu bom dia. A situação ficou insustentável e eu decidi pedir um acordo e me retirar das funções.
Estava com muitas dividas e definitivamente não era o melhor momento para ficar desempregada mas, acordar todos os dias e me submeter há 9 horas de trabalho em total silêncio estava me matando.

Enquanto recebia meu seguro desemprego, fui procurada pelo dono da empresa citado ai em cima e ele pediu que eu retornasse as minhas funções. Como não tinha aparecido nenhuma outra proposta de emprego até aquele momento, retornei e permaneci por lá mais alguns meses, até que outra acusação (de novo, pelo menos funcionário incompetente) caiu sob as minhas costas e fui afastada novamente.

Há essa altura meu psicológico já estava completamente abalado e transtornado. Eu tinha dividas para pagar e nenhum centavo no bolso (o seguro desemprego havia acabado e eu retornei sem registro em carteira). Mas já contei tudo isso no post de fim de ano e neste contando tudo o que deu errado no ano passado.
O fato é que a tristeza foi instalando-se, a frustração por estar há um ano desempregada e sem poder contribuir dentro de casa e até mesmo para sustento básico só aumentou e comer tornou-se uma válvula de escape.

No geral não como em grandes quantidades, meu grande problema são os doces, refrigerante e o sedentarismo. Em novembro iniciei o projeto #secaViel que foi um verdeiro fracasso, lendo o post consigo voltar no dia em que o escrevi e sentir o entusiasmo que havia em mim, mas por se tratar de fim de ano não consegui ir muito longe com as promessas.
O fato é que eu nunca fiz nenhum tipo de dieta e recentemente ao perceber que meu guarda roupas todo está perdido e que tenho me sabotado evitando sair de casa para não precisar passar pelo processo traumático de vestir 500 peças até que uma esteja confortável + bonita + sem marcar as imperfeições do meu corpo, decidi que chegou o momento de tentar alguma coisa.

Quero deixar bem claro que de maneira nenhuma tomei essa decisão para agradar os padrões da sociedade, mas tenho de ser honesta em dizer o quanto é desagradável ouvir de todo mundo o tempo todo o quanto você está acima do peso. Percebi que tenho me mantido longe de encontros e evitando conhecer pessoas que talvez sejam legais e que podem ser bons companheiros apenas por vergonha da minha imagem exterior. É muito difícil sentir-se presa dentro de um corpo que parece não te pertencer, olhar no espelho e sentir repulsa pelo que vê refletido e muitas vezes, até evitar olhar-se para não ver mais aquela gordurinha ou a papada aumentando. Tirar fotos apenas do pescoço pra cima e esconder-se o tempo todo com os braços cruzados em frente a barriga.  Ir a praia e levantar apenas para ir até o mar e rezar para não ver ninguém te observando.

Muita dessas coisas ninguém sabe, nem mesmo os mais próximos a mim. Mas já faz tempo que não me olho no espelho apenas vestindo uma lingerie. Tenho repulsa pela imagem que vejo no espelho do banheiro e pesadelos constantes de que como tanto que chego a explodir.
Conheço pessoas que têm o dobro da largura dos meus braços e quadril e mesmo assim acham-se lindas e gostosas, vestem roupas curtas e justas com muita confiança e definitivamente gostaria de ser assim mas, infelizmente, não sou.

No meu instagram @thamiresviel pessoal e no instagram do blog @falaviel começarei a partir de hoje 25/04/2016 publicar minha nova dieta diariamente e o progresso do corpo de 7 em 7 dias. Se vocês acharem legal, posso fazer um semanal contando o cardápio, os sentimentos e as dificuldades que estou enfrentando, se não, posso manter isso apenas no instagram e página do facebook.
Por se tratar de uma dieta bastante restritiva, só vou incorporar exercícios físicos na rotina após 15 dias quando as frutas forem liberadas e minha energia estiver ok.
Mas, ao menor sinal de rejeição ou mau estar emitido pelo meu corpo, irei suspender imediatamente a dieta e procurar outros caminhos de viver mais saudável.



A dieta

A dieta consiste em eliminar os carboidratos para que em 48 horas entre em ação no corpo o cetônico, uma glândula que fica sem funcionar caso haja ingestão de carboidratos. Em 48 horas essa glândula começa a usar as gorduras armazenadas. 
Deve-se comer bastante gordura: bacon por exemplo. Pois ela se transforma em glicose para que não cause hipoglicemia por falta de açúcar. 

O cetônico é diurético, energético, laxante, relaxante e tira o apetite. Nas primeiras 48 horas você sentirá fome e não deve deixar de comer. Coma quanto e quando desejar, desde que não haja carboidratos.

Opções de cardápio:

Café da manhã:

  • Ovos mexidos, ovos com bacon ou Ovos Cozidos
  • Omelete simples ou com queijo e presunto
  • Chá matte gelado, café ou suco Cligth
  • Pão Diet (após 15 dias)
  • Margarina ou Manteiga
  • Presunto
  • Queijo
  • Salame

Almoço

  • Salada em geral
  • Salpicão (Maionese caseira*, salada, pimentão, frango, ovos cozidos, cenoura, chuchu, vagem e tomate)
  • Carne vermelha, carne de porco, frango ( caso haja molho, somente de tomates caseiros)
  • Peixe, camarão, atum 
  • Linguiça
  • Ovos mexidos, com bacon ou ovos cozidos
  • Omelete de presunto e queijo
  • Refrigerante zero ou suco cligth

Opções de sobremesa

  • Gelatina diet

Opções para lanche da tarde

  • Chá ou café
  • Queijo
  • Salame 
  • Presunto

Opções de jantar

  • Saladas e um bife pequeno


Minhas medidas iniciais:

Comentei no instagram que não daria foco ao meu peso e sim as minhas medidas. Como muitos sabem, existem pessoas pesando 80kg de puro músculo, portando o que conta aqui é a redução de medidas.


Se você quiser noticias sobre a dieta diariamente, não deixe de curtir nossa página no facebook e acompanhar todo domingo o resumão da semana aqui no blog. 
A todas que estão começando agora algum tipo de reeducação alimentar e atividade física, fica aqui registrado minha energia positiva e felicitações.
Bora se amar galera.




Siga o blog em todas as redes sociais
No instagram ♥ | No facebook ♥ | No twitter ♥ |

2 comentários:

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz