28 de janeiro de 2016

Um canalha em minha vida


Ele chega avassalador, derrubando todas as portas e grades construídas em volta do seu castelo. Anuncia em tom sedutor que chegou para te salvar das ilusões e tirar você do limbo das decepções de amores passados. Nem bonito o danado é, mas parece ter nascido para desafiar seu bom gosto.

Entende de politica, tem senso de justiça, faz discurso em prol das minorias e conta sorrindo como venceu na vida. É inteligente, engraçado e sagaz. Ele finge não ser um canalha. Tem pose de bom moço, carente, fiel e injustiçado por todas as mulheres que já passaram por sua mão e hoje alertam: FUJA. Você, as ignora, é claro. A sedução está enraizada nas entranhas dele, ele é uma fera e você o prato principal.

Ele tem uma conversa tão boa não é? É tão meigo. Pronto, encontrou o cara perfeito. A questão principal é que ele nunca será completamente seu. Por que ele é tão e somente dele e não há espaço para ser de mais ninguém.

Você sempre foi muito independente, dona de si e de gostos peculiares e únicos, mas ele te faz ouvir músicas que você odiava, ler textos de amor que você achava brega e pensar nele ao acordar. Ele não pede, manda. Você o adora e segundos depois se odeia. Amar um canalha é fazer comprar num site da China, não tem devolução.

Toda mulher precisa encontrar um bom canalha, desses que tiram o fôlego, que te faz ter a sensação de estar em uma montanha russa. Alguns meses de amor bandido e mendigando atenção bastam para encontrar o próprio valor.
Ele vai contar mentiras cobertas de uma ilusão deliciosa, montar um príncipe, te encher de elogios, flores e presentes e você vai ter certeza de que conseguiu a mágica de muda-lo. Mas não conseguiu. Nem você, nem a que veio antes de você e nem as que irão vir depois.

Estar com um canalha é como ter que ler Dom Casmurro aos 12 anos no colégio: você demora para entender o que está acontecendo, termina com uma incógnita na cabeça e alguns anos depois relê o livro para então aprender novas lições.

Amar um canalha é como fazer cursinho pré vestibular para concorrer a uma vaga de 20 por 1 em medicina na melhor universidade do país. É ter alguns ralados até aprender a ficar em pé no skate. Tomar alguns caldos até conseguir surfar pela primeira vez.
Toda mulher precisa amar um canalha, pelo menos uma vez na vida, até que aprenda o caminho para o amor próprio.

Amar um canalha é necessário e é gostoso.


Siga o blog em todas as redes sociais
No instagram ♥ | No facebook ♥ | No twitter ♥ |

4 comentários:

  1. Caramba! Quando as coisas passam que a gente percebe, né? Acho que bateu um choque de realidade agora. Obrigada.
    www.polyannacardinot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Polyanna,
      realmente a gente só se da conta quando tudo passa.
      O ideal é conseguir fazer passar rapidinho, eu demorei 10 anos rs

      volte sempre ♥

      Excluir
  2. Eu já amei alguns...o pior de todos foi o marido. demorei para perceber e quando me dei conta, tratei de 'desgostar' e sair da relação sem dor alguma!
    Bom FDS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera,
      Que bom que conseguiu sair da relação sem nenhum sofrimento, poucas são as pessoas capaz disso.

      Excluir

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz