31 de outubro de 2015

O dia em que fui resumida em: Ser gorda.

Imagem retirada do pinterest, meramente ilustrativa


Aos seis anos já lia e escrevia com as duas mãos - habilidade essa que perdi ao longo do tempo-. Durante todo o período escolar a facilidade para assimilar as coisas sempre foi acima da média, atrapalhada somente pelo fato da minha preferência em falar a tirar notas máximas. Nos seminarios e apresentações em público sempre tirava as notas máximas e recebia elogios.

Estudo tecnologia da informação por conta própria (autodidatismo), tenho curso de lógica de programação e tecnologia da informação e comunicação pelo ead-senai, faço o uso de photoshop apenas pelo esforço das minhas pesquisas e altero html sem muitos problemas.

Leio pelo menos quatro livros por mês, estudo a doutrina espirita e filosofia e por hobby escrevo há mais de 10 anos. Além de tudo isso, meus amigos insistem em dizer que sou engraçada e que onde eu chego faço amigos.
Gosto de futebol, entendo de futebol, bebo cerveja e não dou vexame, converso sobre a minha sexualidade sem maiores pudores, sou dona de mim.

Mas, nada disso é o suficiente. Tudo isso se anula ao fato de que estou/sou gorda.
Partindo do principio de que eu sempre fui cheinha, isso de fato nunca foi um problema na minha vida, nunca afetou minha auto estima e nem me trouxe insegurança quanto a namorados. Nunca me escondi.
É fato que de um ano pra cá as coisas se agravaram quanto aos kilos ganhos, mas tudo isso tem um porque e um fundo emocional.Uma avalanche de problemas atingiu minha vida ( falei disso aqui ) e descontei tudo em doces.

"Nós nunca sabemos quais problema as pessoas estão enfrentando na vida, por isso devemos sempre deixar marcas boas nelas, mesmo que seja somente através de um bom dia e um sorriso. " ( uma das lições que aprendi com os meus avós ) 

Tenho planos de concluir os estudos, viajar, fazer intercâmbio, ter um bom emprego e por fim um casamento bem estruturado e filhos, mas nada disso conta se eu for gorda. 
Uma pessoa que só tem acesso a mim e ao meu corpo através de fotos me resumiu em: 24 anos recém completados, sem filho e está uma orca.

A pergunta que paira sobre a minha cabeça desde o ocorrido é: Desde quando uma pessoa é melhor que a outra, unica e exclusivamente pelo fato de pesar alguns kilos a menos que a outra? 
De onde partiu a ideia de que uma pessoa ser/estar acima do peso faz dela menos ou pior que você? Em que minha curvas avantajadas interferem quanto ao meu intelecto ?
Nunca me importei e continuo não me importando com a opinião dos outros quanto ao meu corpo, espelho eu tenho em casa, bom senso também e acima de tudo isso sou mulher e vejo meus defeitos.

Não vou fazer discurso sobre gordofobia, é mentira dizer que todo santo dia acordo feliz com o meu corpo, mas mesmo quando me condenam por não abrir mão de lanches, doces e refrigerantes continuo me amando e não me restringindo do que me satisfaz somente pra agradar aos que estão olhando.
Minhas calças são 44 e eu continuo usando fio dental - e sendo desejada pelo mesmo homem há 10 anos -, shorts curto e com o meu dedo do meio bem levantado nessa sua fuça que insiste em me reduzir aos kilos que peso.

" O problema dessa geração é o corpo bonito e a alma feia "

4 comentários:

  1. Te entendo, Thamires e é bem ruim mesmo! As pessoas são muito ligadas à imagens e PIOR, acreditam que nossas imagens dizem sobre quem realmente somos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Amanda,
      o pior é quando as pessoas tentam te ridicularizar atacando seu fisico !
      É lamentável e uma realidade imposta pela sociedade e midia, infelizmente tem muita gente que sofre consequências emocionais muito maiores.

      Precisamos repensar isso sempre.

      Excluir
  2. Como eu te amo! Hahahaha sambando como sempre na cara do recalque. Você poderia publicar um livro com as coisas que você escreve. Te admiro e tenho o maior respeito por você. ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maaaya, você me conhece né? Eu não dou indiretas, dou chinelada na cara "mermo" e não to nem ai !
      kkkkkkkkkkkkk

      Quem sabe um dia eu chego lá e publico um livro, vou ser gorda, mas vou ser rycaaaa

      te amo sz

      Excluir

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz