3 de novembro de 2014

Nasci para ser par !


Já faz algum tempo que carrego no peito o desejo enorme de viver um amor tranquilo. Desses que a gente deita a cabeça no travesseiro com o coração leve e agradecendo a Deus por ter a oportunidade de viver um amor justo para os dois.
Um amor que seja confortável o suficiente para que fiquemos frente á um mar de poucas ondas, em silêncio e pensando: Que bom ter com quem compartilhar esse momento.

Definitivamente não nasci para estar sozinha, não sei ser solteira e nem quero. Nasci pra ser par. E essa característica tem se firmado desde que completei meus vinte anos.
Foi depois de viver quase uma década de amor unilateral que meu peito implora por um par cúmplice. Eu esperava por um amor escancarado, com declarações publicas, fotos, aliança no dedo e uma felicidade de dar inveja. Não quero mais,

Hoje eu só espero que seja calmo, reciproco e feliz. Não precisa tatuar meu nome nas costas pra provar que me ama apenas esteja comigo,
Esteja comigo numa segunda feira depois do trabalho e de pegar um trânsito lascado nessa Sampa de meu Deus. No cinema. Na praia. Nos dias em que estiver de mau humor. Nos dias em que for um palhaço de circo. Na tpm. Nas férias. Entre os amigos. Entre os lençóis. Esteja comigo. E eu estarei também.

Agora, depois de ter passado tanto tempo na sombra de outra pessoa, cedendo as vontades e caprichos, feito brinquedo esquecido na prateleira que vez ou outra tiramos o pó só pra ficar visualmente melhor, não aceito nada menos que um amor comprometido de verdade.

Levantei, sacudi a poeira e gritei: Quem manda aqui agora, sou eu !

2 comentários:

  1. Olha que lindo! Belo texto!

    dialetosecoisasboas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ai meu Deus, não sei se é a TPM ou se me sinto exatamente assim. Tô de cara com o meu namorado e não vou falar com ele até se desculpar, porque é exatamente como ''feito brinquedo esquecido na prateleira que vez ou outra tiramos o pó só pra ficar visualmente melhor''. Juro que choro com uma coisas dessas ahahaa
    Você escreve muito bem e conseguiu passar o que estava sentindo, tenho o desejo de um amor assim, mas a certeza que de se eu continuar nesse relacionamento nada mudará. :( Beijos, Tamires.
    nostalgemeas.blogspot.com - Maíra

    ResponderExcluir

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz