20 de outubro de 2014

Redes sociais e relacionamento + stalkear

" Stalkear: é a vigilância exacerbada que uma pessoa faz a outra, muitas vezes forçando contatos indesejados. Nem sempre há um motivo claro além da obsessão, no entanto, um stalker (ou seja, o obcecado, aquele que stalkeia) muitas vezes pode ter o intuito de amedrontar sua vítima. Portanto, perseguidor é uma boa tradução em português para o termo."

Antes de começar, vamos pedir com educação pra que a hipocrisia se retire. Todo mundo já stalkeou e já foi stalkeado.

Sabe aquele ditado que sua vó fala sempre: Quem procura acha. Pois é exatamente isso que acontece quando você resolve stalkear alguém, no fim você vai acabar sentada no sofá, olhando pra parede, seu estomago queimando e pensando: Por que eu fiz isso ? 
O problema é que no outro dia você volta a stalkear e cria um vicio que além de desnecessário, não trás nenhum tipo de beneficio pra sua vida e acaba destruindo os relacionamentos da sua vida, sejam eles de amizade ou amorosos.

A tecnologia  e as redes sociais vieram com o proposito de disseminar informação e tornar nossa vida um tanto quanto mais fácil e estreitando os laços com pessoas que estão longe de nós,  o problema é que os efeitos colaterais disso tem afetado relacionamentos amorosos de maneira assombrosa. Existem pesquisas que comprovam que as redes sociais destroem relações, sejam elas recentes ou casamentos de longos anos. As interações na rede podem ser manipuladas, mal compreendidas e as vezes maldosas

O mundo não é cor de rosa e as redes sociais são quase como um BBB virtual, pessoas que você nem sonha estão de olho na sua vida e podem sentir-se no direito de interferir.
Já aconteceu comigo, meses atrás descobri que existia um perfil usando meu nome e minhas fotos no facebook há quase um ano, até hoje não faço ideia de quem seja e para qual finalidade aquele perfil era usado. Só descobri quando uma amiga tentou me adicionar e encontrou dois perfis sem saber qual era o meu de fato, quem criou me bloqueou, por tanto eu não tinha acesso a nada que era publicado e muito menos quem a pessoa adicionava e para que.
Em outra ocasião, quando meu relacionamento entrou em crise e terminamos por um tempo, uma menina que nunca gostou muito de mim no tempo de colégio acompanhava todo o drama - enxergando-o da maneira que lhe era conveniente, obviamente - e criou um perfil fake para me enviar fotos do meu então "namorado" com outra pessoa. Não satisfeita, seguiu ele nas redes sociais e publicava uma indireta atrás de outra pra mim. Legal. não ?

Precisamos reaprender como nos relacionar de maneira saudável, sem deixar que a internet interfira em nosso comportamento e interações sociais. Não existe nada mais desagradável que aquele sentimento de insegurança em relação ao que o parceiro está recebendo no whatsapp, sobre quais fotos ele tem recebido e enviado no snapchat, se existe avaliação dele no aplicativo lulu, ou alguma confissão no secret. Será que aquela menina que comentou a foto dele é só amiga mesmo ? Será que aquele amigo que marcou ele no flyer da balada só quer provocar ?
É uma avalanche de informação e situação que fogem do nosso controle, nós nos tornamos totalmente vulneráveis ao ato do outro. Nem todo mundo que te deseja felicidades quando você altera o status de relacionamento está de fato a favor da sua relação.

Os relacionamentos ficam expostos á provas o tempo inteiro, testes e mais testes de fidelidade. É o amigo que ficou solteiro e quer viajar, a amiga do trabalho que resolveu deixar uma observação de como ele estava especialmente charmoso com a camisa nova, o amigo que decidiu dizer que você é linda em todas as suas 750 fotos do instagram, o ex namorado(a) que te encontrou e decidiu que vocês podem ser amigos apesar da relação fracassada do passado e enfim, só sobrevive quem consegue ter jogo de cintura.

Fica aqui o meu desejo de relacionamentos á moda antiga. Onde cinema não signifique ckeck-in, fotos sejam para lembranças de bons momentos e não alvo de especulações e numero de curtidas, que as brigas resolvam-se entre 4 paredes e o respeito e a lealdade sejam base disso tudo. Vamos cuidar das nossas relações, esquecendo o que nossos "amigos". Sejamos cafonas, fiéis e clichês e com as contas das redes sociais muito bem bloqueadas e ponderadas.


E você ? Já stalkeou ou foi stalkeado ? Conta sua historia ai nos comentários pra gente saber como foi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz